7 plataformas de social media que os profissionais de marketing devem estar atentos em 2022

Neste artigo reunimos uma lista de 7 plataformas de social media que deve acompanhar atentamente. Nos últimos meses, estas plataformas alcançaram uma grande base de utilizadores, e, por sua vez, interesse por parte de investidores.

O ano de 2021 transformou por completo a nossa realidade, incluindo a forma de socializar.
Por conseguinte, o distanciamento social tornou-se uma parte familiar das nossas vidas, deixando um vazio para a comunicação personalizada que costumávamos ter pessoalmente.

Contudo, os seres humanos são adaptáveis, e com a constante mudança do paradigma tecnológico, surgiram novas tendências e plataformas que despertaram o interesse dos profissionais de marketing.

Novas tendências de social media para 2022

Neste artigo reunimos uma lista de 7 plataformas de social media que deve acompanhar atentamente. Nos últimos meses, estas plataformas alcançaram uma grande base de utilizadores, e, por sua vez, interesse por parte de investidores. Iremos explicar o funcionamento de cada rede social, o número de utilizadores e a sua importância para os profissionais de marketing. 

1º Twich

Ano de lançamento: 2011

Número de utilizadores: 140 milhões de utilizadores mensalmente activos 

O Twitch é um dos grandes fenómenos do mundo digital e consiste numa plataforma de streaming (transmissão de conteúdos, nomeadamente áudio e vídeo, através da internet sem a necessidade de efectuar download). Nesta plataforma, os utilizadores conseguem assistir, gratuitamente, a vídeos de pessoas a jogarem os jogos mais conhecidos, como por exemplo, o Fortnite ou Minecraft.

Além de os jogos, os utilizadores também têm a sua disposição, vídeos e transmissão ao vivo relacionados com outros temas, nomeadamente culinária, música, podcasts, entre outros. O Twitch disponibiliza ainda shows interactivos ao vivo, desde eventos de E-Sports a festivais.  

O público geral do Twitch é jovem, sendo que 70% dos seus espectadores tem idades compreendidas entre 16 e 34 anos. Do ponto de vista da marca, é uma excelente plataforma de construção de comunidade, onde os profissionais de marketing podem se conectar a um nível pessoal com o seu público-alvo. 

As marcas podem seleccionar entre uma variedade de posicionamentos de anúncios, incluindo a página inicial em formato carrosel (apresentação de duas ou mais imagens e vídeos) e integrações de transmissão ao vivo. 

2) Discord

Ano de lançamento: 2015

Número de utilizadores: mais de 100 milhões de utilizadores mensalmente activos

Trata-se de uma ferramenta grátis que permite entrar em canais de chat por voz e/ou texto, vídeo, e é muito utilizada pela comunidade de gaming. Existem outras funções, como a criação de canais e de servidores.

Actualmente, o Discord não exibe anúncios na plataforma, tornando-se uma peça exclusivamente orgânica para as marcas. Esta plataforma oferece também às marcas uma oportunidade fantástica de construir lealdade e confiança à marca. 

TikTok

Ano de lançamento: 2017 (fundado em 2016)

Número de utilizadores: Mil milhões de utilizadores mensalmente activos

Em 2018, a aplicação de sincronização labial Musical.ly fundiu-se com uma plataforma denominada por TikTok. Actualmente, é a rede social mais utilizada no mundo inteiro.

A plataforma permite filmar vídeos curtos que são reproduzidos num loop repetitivo, como o Vine. Tal como as plataformas Musical.ly e o Snapchat, o utilizador pode adicionar diferentes efeitos, filtros, textos e sobreposições musicais.   

Várias empresas de vários sectores, como a moda, publicação e entretenimento estão a apostar nesta rede social, de modo a publicitar os seus artigos. A marca norte-americana Guess e o jornal Washington Post são dois desses exemplos. Por este motivo, os digital marketers vão continuar a utilizar o TikTok, de forma a aumentar os seus investimentos.

Clubhouse

Ano de lançamento: 2020

Número de utilizadores: 10 milhões de utilizadores semanalmente ativos

Ao contrário dos sites de social media tradicionais, como o Facebook ou o Twitter, que fornecem uma plataforma assíncrona para comunicação e partilha de conteúdo, o Clubhouse  só permite comunicar por voz.

Não é considerado um podcast, mas uma forma mais pessoal de divulgar informações com o público, que pode responder em tempo real.

O utilizador pode encontrar diversos temas, como por exemplo, iniciar um negócio com as recomendações dos principais capitalistas de risco, discussões de relacionamentos organizadas por celebridades e até clubes de comédia de comediantes em ascensão. 

Mas, o Clubhouse pode funcionar para profissionais de marketing e marcas? Depende. No Marketing Digital não existe uma verdade absoluta. Será uma questão de experimentar, realizar testes e de adaptação. O que funciona para uns negócios poderá não ser exequível para outros.

Poderá testar o desempenho da aplicação através da criação de um grupo de foco informal, iniciando uma conversa sobre um artigo de blog de alto tráfego que a sua empresa publicou.


Twitter Spaces

Ano de lançamento: 2020

Número de utilizadores: não especificado

Com um formato similar ao Clubhouse, o Twitter Spaces é uma nova funcionalidade do Twitter que permite a criação de salas de chat, onde a forma privilegiada de comunização é a voz. Uma nova experiência social, na qual o áudio assume um papel principal.

O Áudio Marketing é considerado uma tendência inquestionável na área do Marketing Digital. A predominância do som, na divulgação de produtos, captou a atenção de marcas, nos últimos anos, e foi acelerada com o aparecimento da pandemia de COVID-19.

O confinamento fez disparar o nascimento de podcasts e declarou o som como uma tendência imprescindível na disseminação de conteúdos e de interacção com o público-alvo.

Caffeine

Ano de lançamento: fundado em 2016 e lançado em 2018

Número de utilizadores: não especificado

Caffeine.tv, uma plataforma construída por ex-designers da Apple, permite a transmissão ao vivo de vários temas, criados por artistas, atletas, amadores. As transmissões aparecem num feed, onde poderá reagir com emojis ou responder com comentários.

 Caffeine é observada como um possível concorrente do serviço de streaming de jogos um pouco mais antigo, o Twitch.tv. Semelhante ao Twitch, que oferece uma remuneração para os vídeos com mais visualizações ou assinaturas, o Caffeine lançou um programa de monetização que recompensa as emissoras.

 Se a aplicação continuar a ter sucesso, os profissionais de marketing podem emprega-la nas suas estratégias, a fim de divulgar a sua marca através de transmissões ao vivo. 


7º Instagram Reels

Ano de lançamento: 2020 

Número de utilizadores: não especificado

Por último, mas não menos importante, a mais recente funcionalidade do instagram: Reels. 

O Reels está em concorrência directa com o TikTok, oferecendo um semelhante recurso, a criação de vídeo. Os utilizadores do Instagram podem criar vídeos adornados com efeitos especiais, músicas e transições notórias, com o objectivo de aumentar a sua base de seus seguidores.

Este recurso pode funcionar no seu negócio? Sim, é um método que apresenta várias funções, desde o lançamento de produtos até guias de instruções. 

Os comportamentos dos consumidores estão em constante transformação no espaço digital. Deste modo, as empresas necessitam de estar com atenção às novas tendências de social media.

Se estiver atento a este tipo de pesquisa de marketing e adaptá-lo ao seu público-alvo, poderá criar um plano de social media que impulsione o seu negócio e mostrar a sua marca de uma forma criativa. 


Mariana Gonçalves
Mariana Gonçalves

Autora: Mariana Gonçalves

Natural da ilha do Porto Santo rumou viagem até Coimbra e licenciou-se em Comunicação Social.
Comunicadora e curiosa por natureza. Fascinada pelo mundo das viagens, gastronomia, cinema e música.
Actualmente colaboro como freelancer e a minha missão é apoiar os clientes a realizar os seus objetivos profissionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.